Vincent van Gogh e seu amor pela literatura: Conheça o escritor favorito do artista

Vincent van Gogh nasceu em uma família religiosa e teve uma vida marcada por desafios e sofrimento. Apesar disso, o artista holandês sempre encontrou uma forma de se expressar através de suas pinturas, desenhos e cartas para amigos e familiares. Mas além das artes visuais, Van Gogh tinha um grande amor pela literatura, sendo influenciado por grandes escritores de sua época.

Dentre seus escritores favoritos, está Émile Zola, um dos principais representantes do naturalismo na literatura francesa. Van Gogh admirava a forma como Zola retratava a realidade, sem romantizar ou idealizar a vida. O artista chegou a afirmar que o estilo de Zola era capaz de falar ao coração e influenciou fortemente a forma como ele pintava.

A influência de Zola pode ser facilmente notada em algumas obras de Van Gogh, como Os comedores de batata. O quadro, pintado em 1885, retrata camponeses simples e pobres comendo batatas em uma casa humilde. A cena é realista e não apresenta nenhum tipo de idealização ou romantismo. A escolha das cores escuras e tristes também remete ao estilo naturalista de Zola.

Outro escritor que teve grande influência sobre Van Gogh foi Charles Dickens. O autor inglês era famoso por seus romances que retratavam a injustiça social e o sofrimento humano. A obra mais admirada pelo artista foi David Copperfield, que conta a história de um jovem órfão que precisa enfrentar inúmeras dificuldades antes de conseguir alcançar seus objetivos.

A influência de Dickens pode ser vista em alguns dos retratos de camponeses que Van Gogh pintou durante sua estadia em Neunen, na Holanda. As pinturas mostram homens e mulheres simples e humildes, mas ao mesmo tempo dignos e fortes. Essa imagem condiz com a visão de mundo apresentada por Dickens em suas obras.

Além de Zola e Dickens, Van Gogh também era um grande admirador de William Shakespeare e da Bíblia. O artista, que era filho de um pastor, encontrava tanto na literatura sacra quanto na secular uma forma de se conectar com a humanidade e buscar conforto em meio aos desafios da vida.

A influência da literatura na vida e obra de Van Gogh mostra que a arte não se restringe a um único campo de atuação. A criatividade e a inspiração podem vir de diversas fontes, como a música, o cinema, a filosofia ou a literatura. Para Vincent van Gogh, os escritores favoritos representavam uma forma de se conectar com a realidade e buscar novas formas de expressão em suas obras.

Hoje em dia, as pinturas e desenhos de Van Gogh são admiradas por pessoas de todas as partes do mundo. Seu amor pela literatura, porém, muitas vezes passa despercebido. É importante lembrar que a arte é um campo de atuação múltiplo e que, assim como Van Gogh, todos nós podemos encontrar inspiração em diferentes fontes para criar algo novo e significativo.